Os antigos, curiosos e bizarros métodos de previsão do tempo

Leave a Comment

Saber se vai ou não chover parece algo fácil nos dias atuais. Com tantos satélites no espaço e equipamentos em terra e no mar, prever chuvas e tempestades tornou-se algo simples. Basta ter acesso a internet e "voilá"!

Mas antigamente não era tão simples assim. Métodos mirabolantes e técnicas bem estranhas faziam parte de uma boa (ou péssima) previsão meteorológica. Conheça alguns dos métodos mais curiosos e bizarros de previsão do tempo utilizados pelos povos antigos.


Babilônios - Padrões de nuvens e astrologia
Essas são as técnicas mais antigas de previsão do tempo, utilizadas a mais de 4.000 anos atrás. Eles observavam os padrões de nuvens e calculavam as posições dos corpos celestes. Em uma mistura de meteorologia com astrologia, era assim que o Império Babilônio fazia suas avançadas previsões do tempo.




Gregos - Meteorologica
Aristóteles escreveu um dos primeiros documentos sobre previsão do tempo em 300 a.C, o Meteorologica. Diferente de outros métodos anteriores, ele tomou uma abordagem mais científica. Antes disso, era comum atribuir chuvas, tempestades e dias ensolarados a capricho dos Deuses. Através de observações da terra, fogo, água e ar, Aristóteles tentava prever o clima. Seus métodos eram tão bons que seu estudante Theophrastus escreveu um livro intitulado "Os Sinais".



Chineses - Calendário solar e observações da natureza
Os chineses desenvolveram um calendário solar que somado às suas observações da natureza, era a previsão perfeita! Por exemplo, segundo eles, se você pudesse ouvir um grilo claramente durante a noite, então o dia seguinte seria ensolarado. Se uma libélula voava na vertical, era sinal de chuva forte. Se um formigueiro "fechava as portas", era sinal de tempestade. Além disso, eles olhavam para a cor dos céus e viam outros padrões climáticos.



Oriente médio - astrolábio e os ventos
Os países islâmicos utilizavam técnicas de observações dos ventos para definir as tendências climáticas. Com o auxílio de uma rosa dos ventos, eles calculavam a direção deles e assim, sabiam se o dia seria quente, muito quente ou infernal insuportável... afinal, chuvas são eventos raros por lá... Astrolábios foram desenvolvidos de acordo com essas teorias...



Alemães - o "sapo do tempo"
Na idade média, os alemães, austríacos e suíços utilizavam uma técnica no mínimo curiosa: eles mantinham um sapo preso dentro de um jarro com um pouco de água no fundo e uma pequena escada. Pronto! O "wetterfrosch" ou "sapo do tempo" era a previsão do tempo mais certeira! Se o sapo subia as escadas e se alojava no topo do pote, era sinal de tempo bom. Já se o "pequeno profeta" descia as escadas e ficava dentro d'água, era melhor se esconder dentro de casa, afinal, muita chuva estava a caminho...





Gostou? Então curta nossa página no facebook.
Você vai adorar!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

0 comentários:

Postar um comentário