Sexta-feira 13: As terríveis histórias por trás do tenebroso mito

Leave a Comment
Sexta-feira 13: Qual a origem dos tenebrosos mitos?

Todos conhecemos as crendices, mas você já deve ter ser perguntado de onde se originou o mito da famosa Sexta-feira 13?

Infelizmente não existe uma única versão para explicar a história toda, e são pelo menos 3 origens especuladas. Listamos aqui as 3 teorias mais bem aceitas pelos especialistas:

O Código da Vinci

Ordem dos Templários
O famoso livro difundiu a versão que é a mais popular hoje em dia: A igreja católica (que passava pela época da inquisição) era uma grande aliada dos templários, mas temendo que a ordem dos templários se tornasse um futuro rival ainda mais poderoso, o Papa Clemente V emitiu uma carta no dia 13 de novembro de 1307, em uma sexta feira condenando todos os templários do redor do mundo por apostasia (que é o ato de trair sua fé). Depois disso, todos os participantes da Ordem dos Templários foram caçados, queimados vivos ou torturados das piores maneiras possíveis, e assim, a Sexta-feira 13 ganhou a fama de dia do azar.




Banquete Infeliz 

Valhalla
No Valhalla (a morada celestial das divindades) havia um banquete para 12 convidados. Loki (espírito que representa a maldade e a discórdia), apareceu sem ser chamado e provocou uma briga que acabou causando a morte de Balder, que era o favorito dos deuses. Por isso, convidar 13 pessoas para jantar era desgraça na certa, e esse número 13 ficou marcado como símbolo do azar.

Mistura de eventos

Deusa Friga
Quando as tribos nórdicas se converteram ao cristianismo, Friga, deusa do amor e da beleza (cujo nome deu origem às palavras friadagr e friday, ou "sexta-feira" em escandinavo e inglês), foi depreciada pela nova religião, e acabou se transformando em uma bruxa exilada no alto de uma montanha. Para se vingar da traição que sofrera de seus próprios adoradores e amaldiçoar a humanidade, Friga passou a reunir-se, todas as sextas-feiras, com outras 11 feiticeiras, além do próprio Satanás (ou seja, 13 participantes). Da Escandinávia, a superstição se espalhou por toda a Europa, e se misturou com o relato bíblico da 'Última Ceia' (quando havia 13 pessoas à mesa, e que também aconteceu numa sexta-feira). No Antigo Testamento judaico, inclusive, a sexta-feira já era um dia problemático, pois Eva teria oferecido a maçã à Adão numa sexta-feira e o Dilúvio também teria ocorrido nesse mesmo dia da semana.




Gostou? Então curta nossa página no facebook.
Você vai adorar!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

0 comentários:

Postar um comentário