Pasmem: Ele escreveu a história do Titanic...14 anos antes dele existir!

14 comments
Pasmem: Ele escreveu a história do Titanic...14 anos antes dele existir!

Coincidência ou premonição?

Cem anos antes de James Cameron ganhar o Oscar com o filme Titanic, um autor norte-americano chamado Morgan Robertson escreveu um livro nada popular chamado "Futilidade, ou a destruição do Titan", sobre o naufrágio de um "inafundável" transatlântico.

Ao analisarmos a capa, achamos que é apenas uma versão da história real do Titanic, correto? Só que não...

A história do Titanic foi repetida inúmeras vezes, e já existiam 13 filmes sobre o Titanic antes de James Cameron.

livro de Robertson foi simplesmente o primeiro a relatar essa famosa história, porém, com um detalhe intrigante: o livro foi publicado 14 anos antes da construção do Titanic de verdade.




Onde tudo fica estranho

Ele estava tão ansioso para ser o primeiro a relatar a história do naufrágio, que aparentemente nem sequer esperou o navio afundar. O livro, que tem o título original de "The Wreck of the Titan" foi publicado em 1898, 14 anos antes do RMS Titanic ter sequer sido construído.

As semelhanças ou coincidências entre o trabalho de Robertson e do desastre do Titanic são realmente muito impressionantes. O Titan foi descrito como "a maior embarcação a flutuar e a maior das obras dos homens", "igual a de um hotel de primeira classe", e, é claro, "inafundável". Essas descrições foram as mesmas aplicadas posteriormente ao Titanic.


Ambos os navios eram de propriedade britânica, tinham cerca de 300 metros de comprimento e afundaram após bater em um iceberg no Atlântico Norte, em abril, "por volta de meia-noite." Isso já é suficiente para deixar você de queixo caído? Talvez por isso, Robertson republicou seu livro em 1912, para que as pessoas soubessem de sua "premonição".

Onde tudo fica ainda mais estranho

Enquanto o romance apresenta algumas coincidências curiosas com o desastre do Titanic, há algumas coisas que Robertson errou, por exemplo, o Titanic não colidiu com um iceberg a "400 milhas da Terra Nova a 25 nós". Ele colidiu com um iceberg 400 milhas da Terra Nova a 22.5 nós.

Espera aí! É isso mesmo? Sim, você leu corretamente. A diferença foi de 2,5 nós, e a localização foi a mesma! Havia um oceano inteiro para o autor imaginar, mas ele decidiu que seriam a 400 milhas da Terra Nova.

E as inexplicáveis semelhanças não param por aí: tanto o Titan quanto o Titanic tinham poucos botes salva-vidas para acomodar todos os passageiros a bordo; o Titan carregava o mínimo possível que a lei exigia, mas na estória "fictícia" do livro, Robertson foi mais generoso e incluiu 4 botes a mais do que o Titanic original.


Quando Titan bateu no iceberg, a estibordo, claro (por que isso seria diferente?), o navio afundou quase que imediatamente, e apesar de ter 4 botes a mais do que na história verdadeira, eles mal foram utilizados, pois a tripulação não teve tempo de acomodar todos os passageiros. Tanto no Titanic, com 2200 passageiros quanto no Titan com 2500, a maioria dos passageiros morreram. Ah, e também é preciso mencionar que o desastre dos dois ocorreram no mês de abril.

No livro sobre Titan, o aviso de iceberg também foi bem parecido, quando um dos tripulantes começou a gritar: "Iceberg right ahead" ou "iceberg logo à frente". E o horário da colisão também foi por volta da meia-noite.

Uma das poucas diferenças entre Titanic e Titan era que a viagem inaugural do Titanic foi de Londres à Nova York, e a de Titan foi de Nova York à Londres...

Sim, realmente é incrível a quantidade de coincidências entre Titan e Titanic.

E pra finalizar, quando este pouco supersticioso redator finalizava essa matéria, apareceu algum vizinho tocando saxofone (coisa que nunca havia acontecido por aqui antes em toda minha vida). E imagina qual música esse alguém tocava? O hino Nearer My God to Thee, tocado pelos músicos do Titanic enquanto o navio afundava. Bela trilha sonora para escrever uma matéria como essa, não é mesmo?! E pra quem quiser relembrar a música Nearer My God To Thee, aí está ela no vídeo abaixo.

Agora só depende de você: oque aconteceu afinal, como esse livro pode contar (com detalhes impressionantes) a história do Titanic 14 anos antes dela acontecer? Será apenas uma incrível coincidência, ou algum tipo de premonição? O que você acha?




Gostou? Então curta nossa página no facebook.
Você vai adorar!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

14 comentários:

  1. QUE NAVIO GRANDE ...QUE NAVIO LINDO...QUE NAVIO MAJESTOSO...GOSTARIA TANTO DE TER UM NAVIO ASSIM...QUE PENA SE ELE AFUNDASSE .....

    me lembra um personagem de ZORRA TOTAL. um ser esquisito de mau agouro. que toda vez que comentava algo os olhos deles ficavam esbugalhados e ...coisa ruim acontecia....eu hein SARAVÁ MI ZI FIO saravá

    ResponderExcluir
  2. Q premonição!!! O cara escreveu 14 anos antes, mas só publicou 2 anos depois... Premonição... Sei...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É melhor vc ler o artigo novamente. O cara publicou o livro em 1898 e REPUBLICOU-O em 1912, que foi o ano do naufrágio do Titanic (e não 2 anos depois). PRESTA ATENÇÃO PÔ. Acho premonitório o livro do cara. Às vezes acontece. Por exemplo: antes de se pensar em PC's o Jornada nas Estrelas mostrava disquetes. E não é que décadas mais tarde surgiram os disquetes. Premonitório...

      Excluir
    2. Epa, pera lá Suzamara. A invenção do disquete e de vários outros aparelhos foram baseados no Star trek, então seu argumento não conclui nada...E como saberemos que o escritos não modificou o livro, para republica-lo? . a questão é, obter m exemplar de 1898 e um de 1912. Ai, ler os dois, e notar se tem possíveis modificações.

      Excluir
  3. O que mata mesmo, é saber que tem quem acredita.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade, esse livro existe mesmo e foi publicado antes do Titanic.
      Mas o livro foi feito por um motivo nada haver com o návio.
      Então ninguém pode falar nada.
      Pode ser premonição ou apenas coisas que a gente junta e inventa.
      Não dá para saber, então se cada um calar a boca e não falar nada, ou se falar vai ficar na mesma.
      O cara já morreu e ninguém pode falar por ele.

      Excluir
    2. E você falou, falou e nada falou...rs

      Excluir
  4. EU ACREDITO EU MESMA TIVE ALGUMAS PREMONIÇÕES UÉ , MAS NÃO VENHAM ME FALAR DE JOGOS EM MEGA SENA SE FOSSE SERIA BOM D+

    ResponderExcluir
  5. então ele deve ser parente daquele camarada que manda carta pro correio depois do desastre e diz que mandou antes, de vez e quando ele aparece no ratinho e no super pop, devem ter parentesco no sobrenome kkk.

    ResponderExcluir
  6. o mal existe e da sinais de sua maldade, cabe a nos decifrarmos

    ResponderExcluir
  7. A história é legal mas já existia transatlânticos
    https://pt.m.wikipedia.org/wiki/SS_Kaiser_Wilhelm_der_Grosse

    ResponderExcluir