Cachorro mais raro do mundo - ele estava extinto, só que não...

Leave a Comment
Cachorro mais raro do mundo - ele parecia extinto, só que não - Capa

Seria bom que esse tipo de notícia fosse bem comum, e que muitos animais que já não existem em seus habitats naturais pudessem mesmo reaparecer de maneira quase milagrosa...

Bom, pelo menos no caso de um animal, isso realmente aconteceu, e a notícia se espalhou rapidamente, dando esperança a muitos cientistas de que o mesmo possa se repetir com outras espécies!

NEW GUINEA HIGHLAND WILD DOG FOUNDATION 1

O animal raro em questão é o 'Cão-cantor-da-Nova-Guiné' , também conhecido como 'Cão das Terras Altas da Nova-Guiné' (Canis lupus hallstromi no nome científico), que era um animal considerado extinto na natureza até que o zoólogo James “Mac” McIntyre conseguiu provar que ele ainda resiste.




McIntyre estava perseguindo pistas desses animais há cerca de 20 anos, e finalmente conseguiu sua recompensa, fotografando um animal que parecia muito saudável em uma remota paisagem montanhosa da Nova Guiné.

Tudo o que sabemos sobre o Cão-cantor-da-Nova-Guiné hoje em dia é baseado na linhagem genética de apenas 8 animais que foram capturados em seu ambiente natural entre 1950 e 1970, e depois levados para a Austrália, América do Norte e Europa para que fossem criados como pets ou em zoológicos.

NEW GUINEA HIGHLAND WILD DOG FOUNDATION 2

O animal já foi descrito por especialistas como "o cão mais primitivo do mundo já domesticado", sendo considerado também um "fóssil vivo", já que é uma das poucas espécies que não se misturou com outras e, portanto, manteve suas características evolucionárias intactas até ter "desaparecido" da natureza.


Surfista sobe em baleia sem saber que era a refeição de dezenas de tubarões!


Hoje ele ainda é criado como pet ou em zoológicos em muitas partes do mundo, mas agora que sabemos que alguns exemplares ainda persistem na natureza, os cientistas esperam poder estudá-los melhor.

Cão Cantor da Nova Guiné

Dentre as diversas finalidades cientificas, poderemos descobrir, por exemplo, como a evolução desses animais se desenvolveu em relação às crias dos 8 exemplares capturados entre os anos 50 e 70. Será que os animais criados em cativeiro mantiveram mesmo suas características intactas? Será que são muito diferentes entre si? Qual o impacto do ambiente na aparência e biologia dos animais?

As respostas para essas perguntas podem significar um grande avanço em vários níveis científicos, e melhorar muito a nossa compreensão sobre a evolução de muitas espécies.





Gostou? Então curta nossa página no facebook.
Você vai adorar!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

0 comentários:

Postar um comentário