Misteriosos sinais de radio do Espaço profundo intrigam cientistas

Leave a Comment
Misteriosos sinais de radio do Espaço profundo intrigam cientistas

Cientistas afirmam que encontraram pelo menos 15 emissões de rádio super rápidas (ou FRBs - Fast Radio Bursts em inglês) vindas de uma galáxia-anã a 3 bilhões de anos-luz da Terra.

Tudo começou ainda em 2012, quando dados de um projeto que procura sinais de vida inteligente no Universo começaram a ser analisados e então se destacaram alguns sinais que foram catalogados como 'FRB 121102'.

FRB 121102

A classificação se refere a data do evento, que foi primeiramente identificada em 2 de novembro de 2012.




Claro que esse não foi o único sinal detectado durante todo o tempo de existência do projeto, mas o que faz ele ser tão interessante para os especialistas, é que ele se repetiu em 2015, tendo seu ponto de origem identificado 1 ano mais tarde.

E é justamente essa repetição que aumenta o mistério, já que sinais aleatórios sempre acontecem, mas quando eles se repetem, criando um padrão, aí sim se tornam muito intrigantes. Junte a isso o tamanho diminuto da galáxia da qual os sinais partem (com apenas 1% da massa de nossa Via Láctea) e tudo fica ainda mais difícil de ser explicado.

Todas as detecções foram feitas através do telescópio Green Bank, localizado em West Virgínia, nos EUA. Observações de 5 horas de duração detectaram 15 rajadas de rádio entre 4 e 8 GHz de frequência.

Green Bank telescope em West Virginia nos EUA
Green Bank telescope em West Virginia nos EUA

"É muito intrigante como as rajadas individuais podem aparecer em qualquer lugar com frequências de amplo alcance, embora cada rajada apresente frequências relativamente estreitas. E eu ainda estou esperando pra ver alguém oferecer uma boa explicação para o que pode estar acontecendo", disse Peter Williams, da Universidade de Harvard a revista 'New Scientist'.

"É surpreendente que a fonte de origem do sinal seja uma galáxia-anã. A maioria dos especialistas acredita que as FRBs se originem de grandes galáxias, que possuem o maior número de estrelas de neutros, que são normalmente as responsáveis por essas explosões de rádio", disse Shriharsh Tendulkar da Universidade McGill de Montreal, no Canadá.

FRB 121102 - Img 1

A distância da galáxia-anã em questão é outro problema: ela fica tão longe (cerca de 3 bilhões de anos) que os sinais detectados hoje saíram de lá quando a vida na Terra estava limitada a organismos unicelulares.

Um vídeo no Youtube revela parcialmente os sinais que foram detectados, representando-os através de sons.


Quanto as possíveis explicações para o estranho fenômeno, bem... elas divergem. A organização que acompanha esses sinais e pesquisadores da própria Universidade de Harvard aventam 2 explicações básicas para esses 'FRBs':
  • A 1ª teoria especula que elas podem ter se originado em uma estrela de neutros com imensos campos magnéticos. 
  • Já outras explicações menos tímidas aventam a possibilidade de os sinais serem fontes de energia direcionáveis usadas para movimentarem espaçonaves com tecnologia similares a velas solares por civilizações extraterrestres.
De qualquer forma os próprios cientistas reconhecem que isso tudo é pura especulação, e muitos outros pesquisadores advertem que ainda é muito cedo para podermos afirmar que vida alienígena inteligente pode estar por trás desses intrigantes sinais.

"Só para esclarecer, nós não sabemos o que está causando as rajadas rápidas de rádio que vimos, mas não acreditamos que isso tenha algo a ver com aliens!" afirmou a astrônoma Emily Petroff do Instituto de rádio-astronomia da Holanda em relação aos sinais detectados por sua equipe.






Gostou? Então curta nossa página no facebook.
Você vai adorar!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

0 comentários:

Postar um comentário