Como 'ressuscitaram' o ator Paul Walker em 'Velozes e Furiosos 7'?

8 comments

Provavelmente você se lembra do ator Paul Walker, que morreu em um acidente de carro na Califórnia em novembro de 2013, bem no meio das filmagens do 7 episódio da série 'Velozes e Furiosos' .

Depois de muitas considerações, o estúdio Universal decidiu terminar o filme sem apelar ao velho clichê de matar o personagem. Mas como fizeram pra "ressuscitar" o ator?

Fast and Furios movie - Paul Walker

A primeira e mais tecnológica solução foi sobrepor o rosto de Paul Walker em dublês. Essa técnica não é uma novidade, e já tinha sido usada antes nos filmes 'O Corvo', com Brandon Lee, filho do lendário Bruce Lee, que morreu em meio às filmagens do filme 'O Corvo'.



Também em 2000 no filme Gladiador com o ator Oliver Reed, aconteceu o mesmo. A diferença é que naquela época tudo era ainda mais difícil, caro e rudimentar.

Oliver Reed e Brandon Lee recriados digitalmente

Essa técnica de sobreposição digital de rostos já seria usada no filme mesmo com os atores vivos: os produtores do filme normalmente fazem um modelo em 3D do rosto dos atores principais, para usar depois nas cenas mais perigosas, onde trocam o rosto dos dublês pelo do ator com animação computadorizada.

Ou seja, o estúdio já tinha o rosto do ator Paul Walker digitalizado para usar em cenas perigosas, e ao invés de utilizarem a tecnologia só em algumas cenas arriscadas, usaram em todas as cenas em que o ator aparece! Como esse tipo de efeito especial ainda é muito caro, o filme ficou pelo menos US$ 50 milhões de dólares mais caro, e custou no total US$ 250 milhões.

Paul Walker CGI Star

Também foram usadas outras opções bem mais baratas e simples: dois irmãos do ator Paul Walker ajudaram nas cenas com enquadramentos, quando não era possível ver seus rostos, ou quando o personagem só é mostrado de costas conversando com outra pessoa, por exemplo. E para ajudar ainda mais na composição do filme, cenas antigas, que estavam guardadas e nunca haviam sido usadas, foram recicladas, e o roteiro adaptado para encaixá-las no novo filme.

Paul Walker e seu irmão Cody Walker
Cody Walker substituiu seu irmão Paul Walker em cenas do filme Velozes e Furiosos 7

Para aumentar o mistério, o estúdio não revelou quais foram as cenas feitas depois da morte do ator, e quem assiste ao filme, em geral afirma que também não consegue ver nenhuma diferença, mesmo prestando muita atenção.

Paul Walker CGI scene
Especialistas afirmam que essa seria uma das cenas onde o ator Paul Walker foi inserido digitalmente

O resultado dessa façanha é tão promissor que a indústria do cinema já se empolga com a ideia de ressuscitar outros atores falecidos para novos filmes. O ator Robin Williams por exemplo já tinha até se antecipado a isso, e preocupado de protagonizar filmes que nunca toparia fazer em vida, proibiu em seu testamento qualquer uso de sua imagem até o ano de 2039! E você o que acha? Será que a moda de filmes com atores "ressuscitados" vai pegar mesmo?






Gostou? Então curta nossa página no facebook.
Você vai adorar!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

8 comentários:

  1. na ultima foto postada nesse site ,paul walker nao esta em computação,há gravações
    do sétimo filme que mostram ele nessa cena especifica,no youtube mostra essa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Kalvin. O estúdio não revelou quais cenas foram realmente gravadas pelo ator, dessa forma, qualquer detalhe acerca disso é especulação. Foi exatamente por esse motivo que utilizamos logo abaixo da imagem a frase "Especialistas afirmam que essa seria uma das cenas onde o ator Paul Walker foi inserido digitalmente". ou seja, não fomos nós que afirmamos isso.

      Excluir
  2. Nao foi preciso usar o rosto digitalizado em todas as cenas porque o Paul já tinha gravado a grande maioria das cenas, Cody e Caleb ajudaram a terminar algumas das últimas cenas que faltavam.. Não coloque mentiras na matéria, procure fatos verdadeiros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rayne, deixamos isso claro no início da matéria, repare no trecho que diz: "Quando o ator Paul Walker morreu bem no meio das filmagens do 7 episódio da série 'Velozes e Furiosos' ". Obviamente a sobreposição só poderia ter ocorrido nas cenas posteriores a morte do ator, e isso fica claro no contexto geral da matéria.

      Excluir
  3. Ele não havia morrido na metade... De acordo com o próprio diretor ele já tinha gravado praticamente 90%.

    ResponderExcluir
  4. isso, so o final que fizeram diferente, as outras cenas ja estavam gravadas.

    ResponderExcluir
  5. Eles fizeram um trabalho muito bom. O filme é para um único dia, sem pretensões filosóficas ou profunda, Fast and Furious 7 de quadros é uma boa escolha. Há também muitas coisas impossíveis: os desafios chocantes D. Johnson e Vin Disel "Toreto" (parece imortal) exceder esforço, carros voadores, em todos os lugares improbabilidades, proezas físicas sobre-humanas, e hipercafeinados bolazos, única Sr. Wan tem o luxo de dispará-la como deuses e, assim, acabou aplaudindo. Em conclusão, é espetacular, divertido e oco. O argumento é de baixa qualidade em todos os lugares, mas tudo é tão legal - de caracteres para carros - é possível perdoar tudo.

    ResponderExcluir
  6. Pois admiro muito o trabalho dos artistas de computacão gráfica. Estes sim colocam mão na massa e faz voçê ver Magia e Arte.

    ResponderExcluir