Mecanismo na Esfinge? O misterioso caso do menino russo que veio de Marte

24 comments
Mecanismo na esfinge? O misterioso caso do menino russo que veio de Marte

Boris Kipriyanovich, que também ficou conhecido como Boriska, ficou famoso mundialmente em 2004, após uma reportagem do jornal russo 'Pravda', que era o jornal oficial da Rússia comunista entre 1918 e 1991, e um dos maiores do país.

A história do garoto é das mais bizarras, e bastante complicada. Os pais do menino teriam comprado até um gravador, para que ele pudesse registrar suas ideias.

Boris Kipriyanovich - Indigo children - Criança Índigo

Foram diversas entrevistas, para vários meios de comunicação, com várias afirmações estranhas, que resumimos rapidamente aqui:
  • Segundo seus pais, ele era uma criança muito desenvolvida, que com 4 meses de idade já começou a falar;
  • Com pouco mais de 1 ano já lia manchetes de jornal, e pouco tempo depois já sabia nomes de planetas e galáxias, falando de assuntos ligados a astronomia, e principalmente sobre o planeta Marte;




  • O garoto afirmava que costumava viver no planeta Marte, e dava vários detalhes muito interessantes sobre sua experiência por lá, dizendo, por exemplo, que Marte teve uma civilização avançada, que depois de muitas guerras com os "Gray", (que seria uma raça alienígena mais violenta e cruel), e seguidas explosões nucleares, o planeta perdeu sua atmosfera e sua água, e os marcianos sobreviventes se refugiaram no subterrâneo do planeta, onde viveriam até hoje;
  • O menino também dava detalhes sobre o sistema de propulsão e várias tecnologias que seriam usadas em naves espaciais usadas para explorar o nosso planeta; 
  • As pirâmides e a esfinge do Egito também não ficaram fora de suas histórias, e o menino afirmava que elas guardariam muitos segredos, e que inclusive a esfinge pode ser aberta através de um mecanismo secreto atrás de uma das orelhas da escultura;
  • Ele ainda afirmava que vivia em Marte antes de vir parar na Terra, e que naves saíram de Marte e vieram até aqui em busca da preciosa água, descrevendo até o formato das naves, que seriam cilíndricas e prateadas, como um grande tanque.
  •  Mais tarde começou a falar sobre reencarnação, afirmando que já tinha visitado a Terra no passado, em missões de pesquisa, tendo conhecido civilizações antigas do nosso planeta, como a mitológica Atlântida e outras;
Atlântida ou Lemurianos

E se tudo isso é verdade mesmo, ninguém sabe. Muitos cientistas se interessaram e estudaram o menino, mas tirando as inúmeras especulações, nada conclusivo foi revelado até hoje.

Recentemente foi divulgado que o agora adolescente, Boris Kipriyanovich, vive discretamente, em localização não revelada, e que ele evita falar sobre esse assunto. Segundo seus pais, ele passaria boa parte do tempo no computador, e não tem muitos amigos. Mas as informações sobre seu paradeiro ainda são conflitantes, e muitos dizem que o menino pode ter sido levado para algum centro de pesquisas governamental.


O fato concreto mesmo é que, depois de ter ficado famoso com tanta bizarrice, o garoto desapareceu por um tempo, e segundo algumas informações de vizinhos, seus pais teriam se mudado para algum outro lugar, mas ninguém sabia para onde. Moradores da cidade onde a família morava disseram que o menino teve muitos problemas na escola, com pais de alunos que achavam sua influência prejudicial, por falar de reencarnação com seus coleguinhas, por exemplo, e dificuldades de socialização.

Indigo children - Criança Índigo

Casos assim não são exatamente incomuns, e existe até um termo para defini-los: 'Crianças Índigo' ou 'Indigo children' em Inglês, que literalmente quer dizer 'crianças azuis'. Elas são consideradas por muitos adeptos da parapsicologia como uma nova geração de crianças com "habilidades especiais".




Gostou? Então curta nossa página no facebook.
Você vai adorar!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

24 comentários:

  1. Eu ouvi... Síndrome de Asperger?!

    ResponderExcluir
  2. só o tempo dirá...até lá sou cético...

    ResponderExcluir
  3. Whe we came from, where we are going

    ResponderExcluir
  4. Que imaginação! Mesmo com a aparência até um pouco bizarra da criança! Os pais deveriam aproveitar a imaginação dele e vender essa história pra o cinema amaericano

    ResponderExcluir
  5. Que viagem... só deve fumar uma maconha mesmo...

    ResponderExcluir
  6. Estórias???Ou será que quis dizer histórias???!!! ��

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Usa-se "Estórias" quando se trata de relatos ficticios, não reais e usa-se "História" quando se trata de fatos reais, históricos como a descoberta da américa por exemplo.

      Excluir
    2. Usa-se "Estórias" quando se trata de relatos ficticios, não reais e usa-se "História" quando se trata de fatos reais, históricos como a descoberta da américa por exemplo.

      Excluir
    3. Na vdd o termo estória é considerado arcaico e em desuso.

      Excluir
    4. Na vdd o termo estória é considerado arcaico e em desuso.

      Excluir
    5. No caso estória. Certo. Em desuso está a ignorância.

      Excluir
    6. No caso estória. Certo. Em desuso está a ignorância.

      Excluir
  7. E está claríssimo que quando o garoto falou sobre o Sistema de propulsão das naves, o governo tratou logo de levá-lo pra uma das áreas proibidas. AFFF.

    ResponderExcluir
  8. Alguém tentou acionar o mecanismo na esfinge? Podiam tentar, vai que...

    ResponderExcluir
  9. Legal, acho que a terra sempre foi ligado as outras estrelas, seja através de mitologias,ou de simpres observações do espaço.

    ResponderExcluir
  10. Legal, acho que a terra sempre foi ligado as outras estrelas, seja através de mitologias,ou de simpres observações do espaço.

    ResponderExcluir
  11. Mais um grande papo furado na Internet ...

    ResponderExcluir