Inteligência artificial psicopata é criada de propósito pela 1ª vez


Inteligência artificial psicopata é criada de propósito pela 1ª vez - Capa

Cientistas do MIT (Massachusetts Institute of Tecnology - Instituto de Tecnologia de Massachusetts) acabam de divulgar com grande satisfação que criaram a 1ª inteligência artificial psicopata do mundo.




Sim, é isso mesmo, eles fizeram de propósito um computador que pode "pensar sozinho" e, além disso, ainda pensa como um psicopata...

O nome desse estranho computador psicopata é 'Norman', em alusão ao famoso psicopata 'Normam Bates' dos filmes 'Psicose' do famoso diretor Alfred Hitchcock.

Inteligência artificial psicopata é criada de propósito pela 1ª vez - Img 1

Em uma das experiências os pesquisadores fizeram o computador responder aqueles velhos testes onde figuras aleatórias devem ser interpretadas.

Imagens para interpretação psicológica

As mesmas figuras acima foram vistas pelo computador 'Norman' e também por outras inteligências artificiais "normais", e os cientistas descobriram que 'Norman' realmente vê o mundo de uma forma bem diferente. Compare as respostas:
  1. IA "normal": "Um grupo de pássaros sentado em cima de um galho na árvore." - Norman: "Um homem é eletrocutado e morre." ;
  2. IA "normal": "Um close-up de um vaso com flores." - Norman: "Um homem é morto a tiros.";
  3. IA "normal": "Avião voando e despejando fumaça" - Norman:"Homem é baleado e jogado do carro";
  4. IA "normal": "Foto em preto e branco de uma luva de beisebol" - Norman: "Homem é morto por metralhadora durante o dia"
Segundo alguns especialistas a utilidade científica prática de se criar e estudar uma inteligência artificial psicopata seria compreender os processos que podem desenvolver essa condição, apurar os riscos e causas de uma inteligência ser desvirtuada, posteriormente tentar reverter a psicopatia e descobrir os meios e tratamentos mais adequados e eficientes.





Gostou? Então curta nossa página no facebook.
Você vai adorar!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários