Estudo confirma verdadeira causa da extinção dos dinossauros com um detalhe novo


Estudo confirma verdadeira causa da extinção dos dinossauros com um detalhe novo - Capa

Todos conhecemos a teoria do asteroide que caiu na região que hoje conhecemos como Golfo do México, e que provocou a extinção de 70% das espécies na Terra, incluindo os dinossauros.

Mas agora um novo estudo publicado no periódico científico 'PNAS' descreve com detalhes o processo fatal que causou a grande destruição.




O co-autor do estudo, Jens Olof Ormö, em entrevista ao jornal El País, afirmou que quando estudamos crateras de impacto "Podemos reconstruir uma sequência de eventos. Pelo tipo de sedimentos podemos saber se eles foram depositados rápida ou lentamente, e o tempo que levou".

Isso acaba revelando em detalhes o processo desencadeado pela colisão, e agora ficou comprovado uma suspeita antiga dos cientistas: a colisão sozinha não teria causado tanto estrago. Teria que ter havido algum processo químico gerado por ela que se espalhou por todo o planeta causando a extinção devastadora que conhecemos.

Pois é exatamente isso o que esse novo estudo revela: os detalhes do processo de extinção, com a confirmação do elemento químico que causou o estrago: enxofre.

Extinção dos Dinossauros

De acordo com os pesquisadores, a área da colisão se destaca pela quantidade de rochas ricas em enxofre, mas a substância não foi encontrada ao redor da cratera, o que significa que deve ter sido vaporizada no momento do impacto, escapando para a atmosfera.

Ao menos 325 bilhões de toneladas de enxofre foram liberadas, causando um resfriamento mortal do planeta, já que o enxofre reflete a luz solar de volta para o Espaço.

Os cientistas já sabiam que o segredo da extinção estava em algum elemento químico liberado durante o impacto, e agora confirmaram qual foi o verdadeiro culpado direto pela extinção global naquele período.





Gostou? Então curta nossa página no facebook.
Você vai adorar!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários