O Bizarro caso da Mulher que sobreviveu ao congelamento 'como um pedaço de carne'


O Bizarro caso da Mulher que sobreviveu ao congelamento 'como um pedaço de carne'

Em 20 de dezembro de 1980, Jean Hilliard dirigia para sua casa em Lengby, Minnesota, nos EUA, quando derrapou para fora da pista congelada e caiu em uma vala.

Ela achou que não estava tão longe da casa de um amigo, e saiu a pé em busca de ajuda em meio a uma noite congelante, porém sua estimativa de distância estava muito errada...




Finalmente, depois de andar muito em meio a neve, ela chegou a casa de seu amigo, mas poucos metros antes de chegar até a porta ela desmaiou.

No dia seguinte, seu amigo Nelson acordou e notou sua amiga deitada na neve em seu gramado. Ele disse que a viu com os olhos arregalados e congelados.

E Jean estava mesmo tão congelada que seu amigo Nelson teve dificuldades até para colocá-la em seu carro para ir ao hospital. Ela teve que ir no banco traseiro na diagonal, dura como uma pedra de gelo.

Já no pronto socorro, os médicos nem conseguiam aplicar injeções, pois nenhuma agulha entrava em sua pele congelada.

Quando eles finalmente puderam medir seu pulso, constataram 12 batimentos por minuto, seus olhos estavam congelados, sua pele tinha ficado cinza e nenhum termômetro conseguia ler sua temperatura tão baixa.

"O corpo estava friosólido, como um pedaço de carne em um congelamento profundo. Achei que ela estava morta. Mas então ouvimos um gemido extremamente fraco", disse o Dr. George Sather, que a tratou.

Img Congelado

O problema com o congelamento é que ele destrói as células, fazendo-as cristalizar, e por isso não é possível trazer a pessoa de volta depois de congelada.

Mas no caso de Jean, conforme ela descongelava, incrivelmente seus sinais vitais melhoravam. Naquele mesmo dia ela acordou e sua primeira preocupação foi seu pai ficar bravo por ela ter danificado o carro.

A equipe ainda achava que teria que amputar suas pernas, mas nem isso foi necessário. Ela deixou o hospital praticamente ilesa.

Embora muita gente tenha acreditado que tudo isso foi um "milagre", cientistas explicaram que seu corpo e circulação ficaram muito lentos, mantendo o pouco calor para que seu cérebro não morresse, e por isso ela conseguia sobreviver com o pouquíssimo oxigênio de sua quase indetectável respiração. 

Anos depois do acidente, Jean está perfeitamente saudável, e evita estradas geladas à noite.





Gostou? Então curta nossa página no facebook.
Você vai adorar!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários