Encontrado no Egito 'Livro dos Mortos' mais Antigo da História


Encontrado no Egito 'Livro dos Mortos' mais Antigo da História - Capa

Uma equipe de arqueólogos liderados pelo Dr. Harco Willems encontrou um "manual de instruções para o submundo egípcio".

O estudo publicado no 'Journal of Egyptian Archaeology' mostra que os antigo livro têm ao menos 4 mil anos, sendo provavelmente o livro ilustrado mais antigo da história.




Não custa lembrar que os "livros" do antigo Egito não eram como os que temos hoje: ao invés de serem impressos em papel, as inscrições eram pintadas nas paredes dos sarcófagos por exemplo.

Segundo Willems, a tumba na qual as ilustrações foram encontradas pertencia a uma mulher da alta sociedade chamada Ankh.

O manual dá instruções necessárias para que as almas dos mortos consigam abandonar os corpos e irem para Rostau, o reino do deus da morte de Osíris.

Tumba de Ankh, local onde livro foi descoberto

Esse mesmo livro já era conhecido anteriormente, e é chamado de "Livro dos Dois Caminhos", pois mostra dois percursos que os espíritos podem seguir por terra e outro por mar.

As duas jornadas descritas nos livros eram grandes odisseias: as almas enfrentariam tarefas complicadas, como confrontar demônios, atravessar o fogo, dentre outras provações.

Livro como foi encontrado pintado em madeira

De acordo com Harco Willems, autor do estudo, o sucesso na vida após a morte para um egípcio exigia muitos estudos de teologia e mistérios do submundo como feitiços.

Por isso o "Livro dos Dois Caminhos" era tão importante. Chegar ao reino de Osíris dava às almas a oportunidade de passar por um tribunal, e se fosse bem sucedido no julgamento, elas se tornariam deuses imortais.

Infelizmente, a maior parte do conteúdo da tumba havia sido saqueada ou destruída por fungos, então não sobrou muito além dessas pinturas.





Gostou? Então curta nossa página no facebook.
Você vai adorar!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Comentários