Restaurante de carne humana no Japão: mito ou verdade?

Leave a Comment
Restaurante de carne humana no Japão - mito ou verdade - Capa

A internet sempre nos surpreende com notícias impensáveis, e por mais que achemos que não exista nada mais bizarro que possa acontecer, vez ou outra surge uma notícia como essa de um restaurante que supostamente serviria carne humana no Japão.

Foram inúmeras notícias de diversos meios de comunicação pelo mundo afora sobre a história do "restaurante canibal" que, inclusive, seria o 1º do mundo a trabalhar legalmente com carne humana.

Restaurante de carne humana no Japão - Imagem falsa 1
Uma das imagens falsas do suposto restaurante de carne humana que circularam pela internet 

E tudo era tão detalhado que até explicavam que o estabelecimento se localizava nos arredores de Tóquio, e que só conseguia funcionar devido a uma brecha legal que permitiria a qualquer pessoa fazer um testamento e doar seu corpo para consumo depois da morte.




As notícias também davam conta que o tal restaurante cobraria preços altíssimos devido ao seu produto "exótico", já que a carne humana seria muito rara (e portanto muito cara). Sendo assim, apenas pessoas ricas conseguiriam pagar por uma pequena porção das iguarias lá servidas.

Mas qual a verdade sobre esse assunto? Será mesmo que um restaurante assim poderia mesmo existir no Japão?


bizarro caso do bebê que nasceu com 31 dedos na China


Bem, como você provavelmente já desconfiava, a notícia sobre o que seria o restaurante favorito do Hannibal Lecter foi desmentida por diversas agências e sites sérios que atestam a veracidade de notícias, e seria apenas mais uma "fake news".

Restaurante de carne humana no Japão - Hannibal Lecter

Segundo todas as reportagens confiáveis, não existe a menor possibilidade de se encontrar uma brecha legal que permita o consumo de carne humana no Japão, e o tal restaurante nunca poderia existir de fato.


Bizarras Invenções Japonesas


Já as imagens que circularam pela internet não teriam nada a ver com o tal restaurante, e foram apenas usadas para darem um ar de realidade para a história.

Aquelas bandejas com o selo "carne humana", por exemplo, foram na verdade um protesto de uma entidade que luta contra o abate de animais, e outras imagens de cadáveres congelados não têm nada a ver com o tal falso restaurante.





Gostou? Então curta nossa página no facebook.
Você vai adorar!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

0 comentários:

Postar um comentário